domingo, 1 de julho de 2012

pitchulismo

picardia s.f. "Em toda a sua totalidade de cores e gudi vaibs, tens a castimônia de negar-me um cafuné?! Não venha depois me convidar pra dança doida maluca espetaculosa nenhuma. Pois a esta não se compara o sincero remelexo de um xequerê! Desse amor aí riô tu não sabe, não entende, não tens o borogodó! De verdade, de vontade, não me desande, hoje não tem!"

Escancaradas quase todas as janelas, silenciava-se a rotineira melodia que dava o tom ao uso dos preservativos - para a infelicidade carnal, coletiva, matrimonial e por vezes extra-conjugal daquele edifício.

Na madrugada de segundo de abrolhos de doismilinove, os condôminos da rua Carmelina Araçá não ouviram A Grande Folia dos Poros.

Tome ciência: não por desinteresse e, como consequência, um falso sossego e lamentável falta de assunto para as primeiras horas de resmungo da manhã seguinte àquela tremenda picardia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário